Formiga durante jogo o PSG

Um dos principais nomes da seleção brasileira promete agitar o mercado da bola do futebol feminino nos próximos meses. Aos 43 anos, a meio-campista Formiga decidiu não renovar com o Paris Saint-Germain, da França, e ficará livre para transferências a partir de junho. Seu plano é voltar para o Brasil e conciliar o fim da carreira como jogadora com os estudos para ser técnica.

"Minha ideia é voltar para o Brasil agora, mas eu já tive propostas de clubes dos Estados Unidos em outro momento e, se acontecer de novo, vamos analisar. Mas se eu acabar indo para outro país, não será um contrato longo, porque quero estar o quanto antes no Brasil para jogar mais uns dois anos e fazer os cursos da CBF pensando na minha continuidade como treinadora.".

O primeiro clube brasileiro mencionado por Formiga ao ser questionada sobre onde gostaria de jogar é o São Paulo. Ela já defendeu o Tricolor entre 1997 e 2000 e venceu uma edição do Campeonato Brasileiro e dois Estaduais. Apesar da preferência velada pelo time do Morumbi, ela também mencionou Santos, São José, Palmeiras e Portuguesa como clubes onde se sentiu valorizada.

FIM DE CICLO NA FRANÇA

Formiga tem contrato com o PSG até o fim de maio, quando completará quatro temporadas no time. Até lá, são dois objetivos principais: o Campeonato Francês, que lidera com um ponto de vantagem sobre o Lyon faltando nove rodadas para o fim, e a Liga dos Campeões, que tem os jogos das quartas de final agendados para 22 e 31 de março —justamente contra o Lyon.

OLIMPÍADA E FUTURO

Formiga tem seis edições de Jogos Olímpicos e sete de Copa do Mundo no currículo, com duas medalhas olímpicas de prata (2004 e 2008) e três de ouro em Pan-Americanos (2003, 2007 e 2015). A próxima edição dos Jogos Olímpicos, que deveria ter ocorrido em 2020, foi adiada por causa da pandemia e agora está agendada para começar em 23 de julho, em Tóquio (Japão). A craque da seleção é só ansiedade.

Formiga durante jogo da seleção brasileira 

"Quero que aconteça tudo logo, claro que para o lado positivo, não só no Paris, mas também com a seleção e a Olimpíada. Que ela aconteça e seja bastante segura para os atletas e todos os envolvidos, como voluntários", desabafa Formiga, antes de completar dizendo que confia na seleção brasileira feminina em Tóquio.

Post a Comment

APRENDA TUDO SOBRE ALOGAMENTO DE UNHAS

CLIQUE NA IMAGEM E CONHEÇA AS OFERTAS