Jeb's retornam e servirão de seletiva para Sul-Americanos Escolares

Até o dia 5 de novembro a cidade do Rio de Janeiro será palco de competições esportivas. Desta vez, as instalações que foram usadas nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016 recebem cerca de seis mil estudantes, de 12 a 14 anos, que disputam os Jogos Escolares Brasileiros (JEB’s). A principal competição do desporto escolar brasileira foi retomada depois de ficar paralisada por 17 anos.

A abertura oficial dos Jogos, com desfile das delegações, será neste sábado (30), mas o time de estudantes-atletas da ginástica rítmica iniciou a competição na quinta-feira (28). Atletas de 16 estados competiram na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico da Barra, onde se apresentaram nas rotinas individuais de arco e maças. A modalidade seguiu para as finais na sexta-feira (29), que também é o dia de estreia da ginástica artística.

Delegação maranhense na Arena Carioca

MODALIDADES

Além da ginástica rítmica e artística, a competição reúne mais 15 modalidades que competirão nos próximos dias, entre elas: atletismo, basquete, futsal, handebol, judô, vôlei, vôlei de praia, natação, tênis de mesa, xadrez, caratê, wrestling, ginástica artística, ginástica rítmica, badminton, ciclismo e taekwondo. Além disso, haverá disputas de skate, escalada, dança, curling e polo aquático como modalidades demonstrativas. Serão entregues mais de 2.200 medalhas aos participantes.

O evento proporciona aos estudantes-atletas o desenvolvimento dos valores do esporte, intercâmbio esportivo e cultural e a chance de se tornarem atletas profissionais. “O esporte é muito importante na vida das crianças nessa fase escolar porque, além do desenvolvimento físico, motor que a criança tem, de todos os benefícios que o corpo da criança tem, os estímulos hormonais, a gente tem um ganho muito grande emocional e um aprendizado de valores que é único através do esporte”, afirma a secretária nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social do Ministério da Cidadania, Fabiola Molina.

Para a edição de 2022 dos JEB’s, haverá classificação para os Jogos Sul-Americanos Escolares, que também serão no Brasil. Já em 2023, o país vai receber os Jogos Mundiais Escolares Sub-15.

LOCAIS DOS JOGOS

Das 17 modalidades, 15 estão sendo disputadas na estrutura do Parque Olímpico da Barra, o principal local de competições dos Jogos Rio 2016. No local estão as Arenas Cariocas 1 e 2, o Velódromo e Centro Olímpico de Tênis, que são geridos pelo Governo Federal. Ainda no Parque Olímpico, os JEB’s estão sendo disputados na Arena Carioca 3, no Complexo Aquático Maria Lenk e em instalações temporárias nas áreas comuns do parque.

As provas de atletismo são no Cefan, instituição da Marinha do Brasil reformada para os Jogos Rio 2016, e o basquete, na Arena da Juventude, no Complexo Olímpico de Deodoro, reformado e utilizado nos Jogos Rio 2016, atualmente sob gestão do Exército Brasileiro.

Em função de decreto editado pela Prefeitura do Rio de Janeiro, a competição pode ter público até o limite de 50% da capacidade das arenas. Os torcedores precisam apresentar esquema vacinal completo.

DESPORTO ESCOLAR

Os JEB’s são organizados pela Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE), em parceria com a Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania. O Governo Federal repassou R$ 17,9 milhões para o evento. Os recursos vão ser usados no transporte, hospedagem e alimentação de todas as delegações, além da aquisição de materiais esportivos, contratação de árbitros, delegados e responsáveis pela área médica e medidas sanitárias.


Post a Comment

APRENDA TUDO SOBRE ALOGAMENTO DE UNHAS

CLIQUE NA IMAGEM E CONHEÇA AS OFERTAS