Mais de 133 inscritos, 17 países representados, 55 pousadas em logística de hospedagem, staf de 40 pessoas em terra e mar, entre enfermeiros, transporte, salvamento, estarão presentes nos 1,6mil quilômetros que começaram a ser percorridos nos 40 quilômetros da praia de Tambaba/PB até a praia de Camaratuba, também na Paraíba. A maior aventura de Kite Trip do mundo sai do Ceará e agora encontra as águas do Delta das Américas (PI), Tutóia (MA), Ilha de Santana e São Luís, no Maranhão, onde encerra-se a aventura.

Depois da grande aventura com as mulheres no Iron Divas, em julho último, chegou a vez dos 134 atletas da modalidade masculina completaram a programação do maior Kite Trip do mundo, o Iron Macho, que conta com participantes dos Estados Unidos, Holanda, Canadá, Alemanha, França, Itália, Austrália, Peru, Portugal entre outros países. O evento, que não é uma competição, tem o intuito de levar aos inscritos uma experiência de aventura, desafios, coletividade, turismo em família e respeito ao meio ambiente.

No total, serão 134 kitesurfistas participando da oitava edição do Iron Macho, além da austríaca Stella Tehani, que irá repetir o desafio de percorrer 1.600 km, viajando da praia de Tambaba/PB dia 5 de setembro e chegando dia 30 de setembro em São Luís (MA). Outra mulher nesse percurso será a Kathryn Dudley, do Reino Unido.

IRON MACHO - Na sua oitava edição, o Iron Macho vem aperfeiçoando cada vez mais os desafios e prazeres de participantes e do público. Serão 1,6 mil quilômetros percorrendo praias do litoral cearense até chegar no litoral maranhense, que contará com a desafiante austríaca Stella Tehani que fará o desafio de 1.600 km e já participou da quarta edição do Iron Divas, em julho último. Com o Ceará cada vez mais presente como destino de esporte de aventura, de mar e vento, o Iron Macho e Iron Divas fortalecem o estado, também, como a principal rota turística do Kitesurf, ainda mais com a estreia da modalidade nos Jogos Olímpicos de Paris de 2024.

De acordo com a organização do Iron Macho e Iron Divas, o evento é um convite à valorização e preservação das belezas naturais do Nordeste, não apenas as praias e o mar mas, sobretudo, a cultural local, os costumes, a comunidade, a economia que movimenta vários setores, da gastronomia às hospedagens e, claro, o turismo sustentável. “Temos todo o apoio, estrutura, logística, equipes médicas, instrutores de kite, produtores, para garantir a qualidade e a segurança da programação. Tudo alinhado com as metas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Organizações das Nações Unidas (ONU).

Uma das principais ações é a promoção da limpeza das praias”, explicou Marques Filho, CEO do Iron Macho, mas o projeto já mantém uma escola de kitesurf na praia de Jericoacoara/CE, onde jovens recebem treinamento e lidam também com temas como empreendedorismo, gestão de negócios, turismo sustentável e de aventura entre outros.


Post a Comment

APRENDA TUDO SOBRE ALOGAMENTO DE UNHAS

CLIQUE NA IMAGEM E CONHEÇA AS OFERTAS